Belregard: Entre a Cruz e a Espada

Novos Campos de Guerra - Sessão 06

Estava ansioso por isso, mas não no bom sentido. Esse jogo singelo de quem é educado… Não posso mais resolver o problema com alguns movimentos de espada e isso me deixa assim; ansioso.

 

Aliviou-me o sentimento ter como nossa aliada, Ana. Aparenta ser boa pessoa e, talvez, meu medo aqui seja de traição. Já ouvi dizer que muito acontece nesses jogos de intriga, de quem é acusado e quem é inocente.
Pensei que ser inapto me faria sentir um sabor amargo na boca, porém, não esperava que pudesse acontecer algo pior… Foi quando fomos à estalagem de diversões, buscando informações que, bom, tive de presenciar algo que não gostaria. Aquele ritual. Aquela… Coisa. Aquela exaltação da luxúria, diante de mim.

 

Sinto-me quebrado… Por dentro. Porém, não posso me quebrar. Os outros precisam de mim. Precisam que eu me mantenha forte para ser forte por eles, mas é difícil. De qualquer forma, se eu não estiver bem para colocar ordem nos outros e não permitir que se entreguem, fazê-los andar nos devidos trilhos, quem irá?

 

… Ao menos valeu a informação; nosso temível rival nesse jogo de educações e não espadas mantinha a mãe viva e, pelo grande Criador, não me aventuro imaginar o que fazia com ela. Pobre mulher. Não sofrerá mais e, melhor, ajudará colocar seu rebento hediondo no devido lugar para que este não faça sofrer mais ninguém.

 

Ainda assim, a senhora sozinha não é prova e força suficiente para derrubá-lo. O jogo da educação continua… Para meu desespero.

- Argus falava e Pietro escrevia para, depois, Argus acompanhar interessado a leitura. Parecia-lhe incrível que tudo dito estava ali.

Comments

jnsbmm fernandocg05

I'm sorry, but we no longer support this web browser. Please upgrade your browser or install Chrome or Firefox to enjoy the full functionality of this site.