Belregard: Entre a Cruz e a Espada

O Peso da Solidão

Não posso dizer que sou rodiado de amigos, sou apenas rodeado por pessoas, hoje sei que não sou mais um garotinho com uma espada de madeira, o tempo me trouxe cicatrizes, me trouxe perdas, e me trouxe experiência. É dificil para mim ver um ato de maldade e passar impune, não entendo, como este grupo se importa com um velho comedor de lagartixa, totalmente degenerado, mas não se importa com a fila de pais de familha prestes a morrer por um pregador fanático de uma religião duvidosa. Eles tem muito a aprender… Aquele rapaz que deseja ser o líder tem o bom coração, mas suas fraldas ainda fedem a mijo, ele precisa aprender muito, e sinceramente eu não tenho muita paciencia para ensinar. Meu grupo, minha vida, uns ajudavam os outros, eramos uma familia, pude reviver isso, e tenho comigo agora a missão de enterrar aquela velha historia, de honrar esses viajantes que por muitas vezes confiaram suas vidas à mim, assim como confiei a minha vida à eles.

Me incomoda ver que quando marchei em rumo ao certo, apenas o ex-escravo me acompanhou, que contrassenso não? O´que mais poderia temer e ficar recuado provou seu valor, e os demais ficaram lá, se eu tivesse lutado, eles teriam fugido e eu estaria desfalecido em uma poça do meu próprio sangue, e tendo arrastado um jovem que confiou em minha maça. Mas é o que digo, o  tempo me trouxe experiência, alguns podem me ver como um velho louco e porque não dizer rude, outros podem tentar aprender algo, mas o fato é que aprendi a não confiar neles, afinal será que eles merecem o titulo? 

Me parece que na frente do barão eles são uma coisa, tentado mostrar-se valentes e destemidos, mas eu aprendi que o verdadeiro valor de um homem é medido pelo que ele faz quando ninguém esta olhando…

Talvez eu não me coloque mais a prova para protege-los, deixarei eles sentir o peso de uma lança atravessando sua costela, ou de uma espada rasgando sua carne, acho que no final das contas tentarei ver que valor o ex escravo possui, talvez seja o único digno de seguir comigo em um futuro breve.

Lealdade é o que se deve ter quando se anda em grupo, quando se carrega uma bandeira, quando se tem fé. E lamentavelmente não é isso que vejo com este grupo, seguirei em volto de minha solidão, acompanhado por eles até quando preciso for e depois espero seguir meu caminho com uma verdadeira confraria.

 

- Escritas pessoais de Demetrio de Borgoza.

Comments

jnsbmm lptm

I'm sorry, but we no longer support this web browser. Please upgrade your browser or install Chrome or Firefox to enjoy the full functionality of this site.