Belregard: Entre a Cruz e a Espada

Uma carta nunca enviada.

Nunca fui de ter boas noites de sono. E mesmo quando tentaram nos assassinar enquanto dormíamos, a paranoia não foi maior do que a que sempre senti. No entendo, hoje, me sinto muito mais incomodado com o anoitecer de cada dia. Me recusei a falar sobre a coisa do fosso, assim como a criança. Ainda não sei o que pensar sobre tudo isso. Ainda não sei se quero acreditar naquilo que vi com meus próprios olhos e até ontem talvez, pensei que poderia simplesmente acordar em minha cama – no forte  e descobrir que tudo foi apenas um sonho, um sonho ruim produzido pelo mal estar do que fiz a Italo… Mas hoje pela primeira vez confrontamos algo que tornou tudo ainda mais real. Nosso inimigo da noite passada era um homem. Apenas um homem desonesto. Não uma criatura monstruosa de carne, ou assassinos doentes de um culto que perseguia um dos nossos. Era um homem como nós, mostrando que estávamos mesmo no mundo real. E para resolver o caso agimos também como homens, como os nobres de qualquer corte, enganando para conseguir o que precisávamos.

Nada disso é um sonho. E não há mais como escapar do que iniciamos.

Alem disso o passado bate em nossa porta. Primeiro Demétrio. Depois Valac, seguido por Argus. Temi que minha vez chegaria e ela veio na forma de livros de meu antigo dono. Eles estão a minha frente agora e temo o que o destino reserva quando eu lê-los. Se antes tudo que transcrevi para ele em minha mente não passava de alucinações de um velho louco, hoje sei que muito daquilo é real e me acompanha no dia a dia e até dormem ao meu lado – como vi na face de cada um de meus companheiros quando estávamos no prostibulo.

E porque fui o único cujo passado não veio pessoalmente assombrar? Serei eu abençoado com uma dor mais leve do que a de meus companheiros, ou o pior está naquelas paginas e por isso está me dando tempo para me preparar antes de encara-lo?

 

- Escritas em uma carta que fora queimada logo em seguida, por ser perigosa demais para ser enviada. -

 

Comments

jnsbmm andersoncronos5

I'm sorry, but we no longer support this web browser. Please upgrade your browser or install Chrome or Firefox to enjoy the full functionality of this site.